CHRISTUS BABY

2012



Crie glitters aqui!


A cada dia de nossa vida, aprendemos com nossos erros ou nossas vitórias, o importante é saber que todos os dias vivemos algo novo. Que o novo ano que se inicia, possamos viver intensamente cada momento com muita paz e esperança, pois a vida é uma dádiva e cada instante é uma benção de Deus FELIZ 2012!!!
"Um excelente educador não é um ser humano perfeito, mas alguém que tem serenidade para se esvaziar e sensibilidade para aprender" (Augusto Cury)

*♥*´¯`*.¸¸.*´¯`**♥*´¯`*.¸¸.*´¯`**♥*´¯`*.¸¸.*´¯`**♥*´¯`*.¸¸.*´¯`*

É Brincando que se adquiri conhecimento!

BLOG - Cristiângela Ribeiro Soares

ESTADOS E CIDADES ONLINE NO MOMENTO


free stats

Christus Baby

segunda-feira, 20 de agosto de 2012



IMPORTÂNCIAS PARA SE TRABALHAR FOLCLORE NA EDUCAÇÃO





O folclore é um acervo cultural no qual, a partir dele, pode-se compreender as crenças e valores instituídos em determinado grupo social. A criança, quando aprende lendas, músicas, entre outras formas de folclore, está também conhecendo o passado e presente de um povo.

Quando trabalhamos com folclore me parece que há um encanto e uma certa motivação há mais por parte do educando e educador. A aprendizagem flui e de forma muito prazerosa servindo o folclore também como um facilitador para que haja uma interdisciplinariedade (trabalhe expressão corporal, comunicação, linguagem e até mesmo matemática, estudos sociais, entre outros).

Quando inserimos o folclore na aprendizagem dos educandos, estaremos fazendo com que estas lendas, cantigas, brincadeiras não se percam ao longo do tempo. Brincar a partir do folclore é reviver seus antepassados e respeitar essa construção. O folclore é uma construção social, humana que não deve e nem pode ser esquecida assim, sem darmos importância alguma. O folclore nos constitui como seres humanos ligados a entes que não estão mais presentes em “carne e osso”, mas que permanecem vivos a partir do que criaram e viveram anteriormente a nós.

Atividades com as faixas etárias:

      SUGESTÕES



0 – 4 ANOS - Trabalhando com uma lenda

Escolha uma lenda para trabalhar com as crianças. Melhor ainda se houver uma cantiga direcionada ao personagem de tal lenda. Caso contrário, é interessante criar uma cantinga para o personagem da lenda escolhida. Podemos pegar, por exemplo, o Saci Pererê. Contamos para a turma a lenda a partir de um teatro de fantoches e cantamos a música (inventada ou já existente). Após a turma ouvir e se familiarizar com a lenda, podemos montar um Saci Pererê “gigante”, com TNT (por exemplo), para que este faça parte da turma.

5 - 7 ANOS - Trabalhando com cantigas de roda

Levamos a turma para um local descontraído da escola como o jardim, a quadra, o pátio ou outro de sua preferência e então pedimos para eles formarem uma roda e cantar as cantigas de rodas que conhecem, resgatando as músicas presentes na memória infantil.
Em seguida apresentamos aos alunos as cantigas de roda mais antigas (relacionadas abaixo), dando ênfase para as que eles não conhecem.
Para finalizar, solicitamos a cada aluno o registro de determinada música no papel e em seguida confeccione um livreto de forma coletiva, disponibilizando o material para as demais turmas e bibliotecas da escola.

Cantigas de roda:
Ciranda cirandinha; Nesta rua; Fui no tororó; Cai cai balão; Boi da cara preta; 

Terezinha de Jesus; etc.

10 ANOS - Gravando um cd de cantigas

Oportunizamos aos alunos diversas cantigas e desta turma montamos grupos. Cada grupo irá escolher a cantiga que mais chamou sua atenção ou a que mais goste e irá pesquisar algumas informações sobre estas. A pesquisa poderá ser feita em materiais como livros, internet, pesquisa com pessoas mais idosas, entre outras formas. Após realizada a pesquisa, cada grupo irá gravar sua cantiga. A partir dessas gravações e pesquisas, a turma irá montar um cd com cantigas e será confeccionado um encarte com uma síntese das pesquisas realizadas sobre essas cantigas. O cd ficará disponível para toda a escola.

ADULTOS - O folclore das diversas regiões do Brasil

No primeiro momento trabalhamos com a turma a concepção de Folclore. O que eles acreditam fazer parte do folclore e o que já conhecem do folclore de onde são provenientes. A partir disto, serão realizadas pesquisas sobre cada região do país através do seu folclore. Podemos utilizar tanto livros, revistas, entrevistas como a Internet, o que faz com que se trabalhe também a inclusão digital. Juntando todo o material, podemos confeccionar um grande mapa do Brasil e desenhado em cima de cada região ou estado do personagem ou algo que represente aquela cantiga, lenda, etc, para que sirva como uma legenda. Ao lado, conforme a legenda, haverá as informações sobre o folclore daquele determinado território do país.


No mês em que se celebra o mês do folclore e nossa cultura popular, o CHRISTUS BABY preparou uma programação especial.



INFANTIL III 
APRESENTANDO A MÚSICA





A programação foi totalmente pensada de maneira a estimular o conhecimento do folclore brasileiro através dos contos, das oficinas e das brincadeiras que serão ofertadas.