CHRISTUS BABY

2012



Crie glitters aqui!


A cada dia de nossa vida, aprendemos com nossos erros ou nossas vitórias, o importante é saber que todos os dias vivemos algo novo. Que o novo ano que se inicia, possamos viver intensamente cada momento com muita paz e esperança, pois a vida é uma dádiva e cada instante é uma benção de Deus FELIZ 2012!!!
"Um excelente educador não é um ser humano perfeito, mas alguém que tem serenidade para se esvaziar e sensibilidade para aprender" (Augusto Cury)

*♥*´¯`*.¸¸.*´¯`**♥*´¯`*.¸¸.*´¯`**♥*´¯`*.¸¸.*´¯`**♥*´¯`*.¸¸.*´¯`*

É Brincando que se adquiri conhecimento!

BLOG - Cristiângela Ribeiro Soares

ESTADOS E CIDADES ONLINE NO MOMENTO


free stats

Christus Baby

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

EDUCAÇÃO ESPECIAL

Semana da Educação Especial

A Educação Especial é uma educação organizada para atender especifica e exclusivamente alunos com determinadas necessidades especiais.

Nesta Semana da Educação Especial, é bom lembrar que as crianças DITAS especiais
não sofrem de uma doença, entretanto não tem cura e não é contagiosa.
O que elas querem é ser" ACEITAS."

Ser valente não requer qualidades excepcionais.

John F. Kennedy

http://vilamulher.terra.com.br/nanazudah/semana-da-educacao-especial-9-5530015-128901-pfi.php



VYGOTSKY

Vygotsky

Vygotsky elaborou o conceito, há mais de 80 anos, a integração de crianças em diferentes níveis de desenvolvimento passou a ser encarada como um fator determinante no processo de aprendizado.

Todo professor pode escolher: olhar para trás, avaliando as deficiências do aluno e o que já foi aprendido por ele, ou olhar para a frente, tentando estimar seu potencial.
Qual das opções é a melhor?

Para a pesquisadora Cláudia Davis, professora de psicologia da Educação da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), sem a segunda fica difícil colocar o estudante no caminho do melhor aprendizado possível.

"Esse conceito é promissor porque sinaliza novas estratégias em sala de aula", diz Cláudia.

O que interessa, na opinião da especialista, não é avaliar as dificuldades das crianças, mas suas diferenças.

"Elas são ricas, muito mais importantes para o aprendizado do que as semelhanças."

Não há um estudante igual a outro.
As habilidades individuais são distintas, o que significa também que cada criança avança em seu próprio ritmo.

LEIA MAIS
REVISTA NOVA ESCOLA

http://revistaescola.abril.com.br/formacao/formacao-continuada/vygotsky-conceito-zona-desenvolvimento-proximal-629243.shtml