CHRISTUS BABY

2012



Crie glitters aqui!


A cada dia de nossa vida, aprendemos com nossos erros ou nossas vitórias, o importante é saber que todos os dias vivemos algo novo. Que o novo ano que se inicia, possamos viver intensamente cada momento com muita paz e esperança, pois a vida é uma dádiva e cada instante é uma benção de Deus FELIZ 2012!!!
"Um excelente educador não é um ser humano perfeito, mas alguém que tem serenidade para se esvaziar e sensibilidade para aprender" (Augusto Cury)

*♥*´¯`*.¸¸.*´¯`**♥*´¯`*.¸¸.*´¯`**♥*´¯`*.¸¸.*´¯`**♥*´¯`*.¸¸.*´¯`*

É Brincando que se adquiri conhecimento!

BLOG - Cristiângela Ribeiro Soares

ESTADOS E CIDADES ONLINE NO MOMENTO


free stats

Christus Baby

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

TEATRO DE FANTOCHES


Os fantoches são grandes amigos dos alunos do Infantil IV.

Utilizamos, com muita freqüência, em nossas rodas de contação de história, é um excelente auxiliar na tarefa de desenvolver a imaginação, a criatividade e a principalmente a oralidade...




O fantoche é bem mais que um simples boneco, é a "personificação" do personagem que se transforma, de forma mágica e lúdica, em algo real e concreto, que expressa e gera emoções e sentimento através dos gestos e da voz de quem o manipula.




Para os alunos, estes momentos ou qualquer outra situação em que utilizamos os fantoches, são sempre extremamente envolventes, já que qualquer personagem parece realmente ter vida própria.



As crianças entram numa sintonia onde a fantasia e a realidade se confundem e imediatamente as vemos capazes de manter um diálogo, de fazer gestos, expressões respondendo ao boneco, sem perceberem, ou mesmo ignorando, quem o manipula, ou seja, ficam completamente absorvidas pelo boneco, que em sua imaginação tem vida, é um ser.







O fantoche é um recurso de alto valor pedagógico, pois o aluno tanto pode apreciar uma história, como pode manipulá-lo e dar-lhe vida.

A oralidade, nesse momento, tem fundamental importância e é com certeza desenvolvida em sua plenitude, pois é ela que garante a expressão de, sentimentos, emoções, valores e a criatividade de quem o manipula, seja o educador ou o aluno.




Professora Marileica Chaves